Grupos de Pesquisa do Departamento de Psicologia

Grupo de Pesquisa Vulnerabilidades e Promoção da Saúde

Apresentação
A partir dos pressupostos da Psicologia Social em interface com a Saúde Coletiva, busca analisar conteúdos e estratégias necessários para a formação profissional em saúde e a realização de estudos que busquem subsidiar na formulação, estratégias e planejamento de ações em promoção de saúde. Utiliza, para esses intentos, a Teoria da Vulnerabilidade e o Estudo das Crenças a partir de diferentes perspectivas metodológicas. Projetos: (1) Atenção Psicossocial em Saúde Coletiva; (2)Determinantes Psicossociais da Aids ; (3)Estilo de Vida e Vulnerabilidades. Principais temáticas: Investigações acerca de processos sociais determinantes de vulnerabilidades em saúde, com enfoque nos determinantes psicossociais do atendimento e enfrentamento à Aids.

Coordenador (a): Ana Alayde Werba Saldanha Pichelli

Contatos:
E-mail: analayde@terra.com.br
Site: http://dgp.cnpq.br/buscaoperacional/detalhegrupo.jsp?grupo=00837071BMW3D7

topo

Grupo de Pesquisa em Comportamento Político (GPCP)

Apresentação
O Grupo de Pesquisa em Comportamento Político (GPCP) vem desempenhando um papel importante no desenvolvimento da Psicologia Política no Brasil. Primeiramente, esta influência exerceu-se através da participação em congressos e publicações científicas. Recentemente temos participado ativamente da criação da Sociedade Brasileira de Psicologia Política. Mas nossa atuação não se limita ao meio acadêmico, o grupo vem dando consultoria a diversos movimentos sociais da Paraíba e, alguns de seus membros participam ativamente de comissões nacionais e estaduais de Direitos Humanos. O GPCP vem desenvolvendo, desde 1989, uma série de pesquisas com o objetivo de construir uma teoria psicossociológica que analise o  fenômeno Político em geral. Parte-se da idéia que a pertença aos grupos que constituem as redes sociais não proporciona apenas uma forma de relacionamento interpessoal, mas também uma forma de conscientização e construção da realidade social. Um dos aspectos dessa realidade construído socialmente pelos indivíduos inseridos nos grupos e nas relações entre eles é a Política. Historicamente o GPCP tem estudado três aspectos do comportamento político: Os Processos de Discriminação Social; O Comportamento Eleitoral; e o Desenvolvimento de Valores Sociais e do Compromisso com os Direitos Humanos.

Coordenador (a): Dr. Leôncio Camino
Vice-coordenador (a): Dra. Ana Raquel Rosas Torres

Contatos:
E-mail: gpcp2010@googlegroups.com
Site:

topo

Núcleo de Pesquisas e Estudos sobre o Desenvolvimento da Infância e Adolescência

Nome do projeto: O Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI) na Paraíba

Apresentação
O objetivo geral é: Analisar o PETI na Paraíba enquanto instrumento de combate ao trabalho infantil, garantia dos direitos de crianças e adolescentes e contexto de desenvolvimento psicossocial. Objetivos específicos: Identificar as estratégias usadas pelo PETI em 11 municípios da Paraíba para retirar a criança e o adolescente entre 7 e 15 anos e 11 meses de idade do trabalho infantil; Caracterizar as estratégias adotadas na Jornada Ampliada do PETI para manter as crianças e adolescentes afastadas do trabalho; Identificar o processo educativo que se desenvolve nas atividades da Jornada Ampliada do PETI .
Financiamento: CNPQ/Edital Universal 2009

Coordenador (a): Maria de Fatima Pereira Alberto

Contatos:
E-mail: jfalberto@uol.com.br

topo

Núcleo de estudos  psicossociais da exclusão/inclusão e direitos humanos – NEIDH

NEIDH – Núcleo de estudos psicossociais da exclusão/inclusão e direitos humanos tem por objetivo desenvolver pesquisas e intervenções no campo temático do problema social da exclusão/inclusão, dos direitos humanos, do projeto de vida, trabalho, desigualdade social e diferenças humanas, tomando por referência de análise, a configuração psico-sócio-histórica do ser humano e dos processos psicológicos voluntários: emoção, imaginação e   consciência..

Projeto de pesquisa
Exclusão/Inclusão  projeto de vida e trabalho:  análise psicológica de problemas sociais  com jovens e adultos  em processo  de exclusão

O referido projeto de pesquisa tem como objetivo a análise psicológica do problema social da exclusão/inclusão, projeto de vida e trabalho em entrelaçamento com o estudo  do ser humano e  funções psicológicas voluntárias: emoção, significados, imaginação e consciência de jovens e adultos em processo de exclusão.  Foram realizados pelo NEIDH  na condução do referido projeto,  estudos : com jovens e adultos  em conflito com a lei; portadores de doença crônica; portadores de necessidades especiais,  alcoolistas; acidentados do trabalho em processo de reabilitação profissional; aposentados; moradores de comunidades de baixa renda; estudantes de escola pública;  policiais militares, cuidadores de dependentes químicos Temos verificado que esses coletivos não conhecem e muitos menos refletem, analisam a construção  do seus projetos de vida. Capturar significados e promover um processo analítico  crítico de si e da sociedade por parte dos coletivos, com vistas a (re) significações e (re) construção do projeto de vida pessoal e articulações com o projeto de vida social colocam-se como resultados esperados deste  projeto .

Coordenador(a): Profa. Dra. Maria de Fáthima Martins Catão

Contatos:
E-mail: fathimacatao@uol.com.br

topo

Elaboração e Validação de Instrumentos de Avaliação da Personalidade para o Brasil

Apresentação
A elaboração e/ou validação de instrumentos de personalidade no Brasil ainda é incipiente. Embora a utilização desses instrumentos seja uma prática muito frequente, por parte dos psicólogos nas mais diversas atividades, a quantidade de inventários e escalas de personalidade validados e normatizados no Brasil não é significativa quando comparada a outras culturas. O presente projeto objetiva elaborar e validar instrumentos de personalidade para o Brasil a partir do modelo teórico dos cinco grandes fatores de personalidade (Big Five). Utiliza-se tanto a Teoria Clássica dos Testes quanto a Teoria de Resposta ao Item.

Coordenador (a): Prof. Josemberg Moura de Andrade

Contatos:
E-mail: josemberg.andrade@gmail.com
Site:

topo

Grupo de Pesquisa: Percepção, Neurociências e Comportamento – PNeC

O PNeC tem interesse pelas Neurociências e Comportamento com ênfase em neurociência visual, psicologia experimental, psicologia fisiológica,  psicologia sensorial e psicofísica. Estuda aspectos da visão e da percepção visual humana desde os níveis de processamento automático e inconsciente (processos sensoriais) até os níveis de processamento que interagem com mecanismos de atenção, pensamento, aprendizagem, memória e reconhecimento (processos cognitivos). Os nossos objetivos são: (i) concatenar os processos sensórias, cognitivos e psicossociais, favorecendo uma visão integrativa; (ii) elucidar o envolvimento dos processos acima nas relações e fenômenos psicológicos, p.ex., saúde mental; (iii) avaliar prejuízo na percepção visual provocado por doenças ou insultos externos, por exemplo: desnutrição, síndrome de Down, surdez, drogas lícitas/ilícitas, ingestão moderada de álcool, acidente vascular encefálico, esclerose múltipla, agentes tóxicos, AIDS, depressão, esquizofrenia, alcoolismo,  epilepsia, dentre outros; (iv) estudar o desenvolvimento da percepção visual da forma em crianças e idosos e (v) desenvolver testes marcadores de patologias neuropsiquiátricas, como por exemplo: depressão, estresse patológico e esquizofrenia. Neste particular, a ideia é contribuir no diagnóstico de alterações comportamentais em seu estado inicial.

Coordenador (a): Natanael Antônio dos Santos

Contatos:
E-mail:
Site: www.cchla.ufpb.br/lpnec/

topo

Projeto de Pesquisa: “ A Construção da Percepção Racial: um estudo sobre apreensão do conceito de raça  entre crianças cegas congênitas”

O objeto de nossa investigação é o resultado da articulação de dois temas: a construção e apreensão de conceitos entre cegos e a aquisição de atitudes raciais na infância. De modo específico, nossa preocupação consiste em estudar como, entre crianças cegas congênitas, o conceito de raça é apreendido e como se dá a aquisição do preconceito racial, considerando que referentes visuais de identificação e reconhecimento racial assumem grande relevância, sobretudo no Brasil, onde, segundo Oracy Nogueira (1985), domina um preconceito racial de marca, fortemente afinado com a percepção de características físicas visíveis.

Coordenador (a): Sandra Leal de Melo Dahia

Contatos:
E-mail: sandradahia@yahoo.com.br

topo

Núcleo de Estudo e Prática da Abordagem Centrada na Pessoa – NEPACP

Este núcleo tem por objetivo, desenvolver estudos, práticas e pesquisas no campo da clínica psicológica e suas possibilidades de intervenções nas áreas afins, como na educação, tomando por referência de análise os pressupostos humanistas, fenomenológicos e existenciais na compreensão do indivíduo.

Projetos de pesquisas:
A experiência do memorial no curso de graduação de psicologia da UFPB: significando o aprendizado centrado no aluno

O referido projeto de pesquisa tem como objetivo analisar um método de aprendizagem significativa aplicada na disciplina de Aconselhamento Psicológico II do curso de Psicologia da UFPB. Trata-se do memorial, baseado nos pressupostos da abordagem humanista no contexto do ensino/aprendizagem. Pretende-se identificar as categorias existentes no relato escrito dos alunos. Para a coleta de dados, os alunos serão solicitados a escrever ao final de cada aula, qual o sentido destas aulas para eles. Pretende-se analisar o recurso para a aprendizagem significativa no ensino superior e promover um processo de análise crítica sobre a responsabilidade do aluno no seu aprendizado, como resultados esperados deste projeto em fase de elaboração.

O sentido da sensibilização para os estagiários da Abordagem Centrada na Pessoa: uma pesquisa na clínica-escola da UFPB

O referido projeto de pesquisa tem como objetivo analisar um dos aspectos da supervisão de estágio na abordagem humanista, especificamente na Abordagem Centrada na Pessoa. Considera-se que a formação profissional se dá não apenas no âmbito das questões técnicas de ensino, mas também no âmbito do desenvolvimento pessoal do profissional para que se configure em um ponto de fundamental importância no tornar-se terapeuta. Desse modo, na supervisão de estágio nessa abordagem na clínica de Psicologia da UFPB, utiliza-se do grupo de sensibilização para este objetivo. Portanto, será utilizado o método fenomenológico de análise para coletar o sentido desses grupos para os estagiários no processo de sua formação. A partir dos resultados, pretende-se analisar a importância desse apoio de grupo e promover um processo de análise crítica sobre a responsabilidade do estagiário no processo de cuidar de si para poder cuidar de seus clientes, como resultados esperados deste projeto em fase de elaboração.

Coordenador(a): Profa. Dra. Sandra Souza da Silva Chaves

Contatos:
E-mail: sandra.souza_psi@yahoo.com.br

topo

Grupo de Pesquisa Subjetividade e Trabalho

Este Grupo de Pesquisas volta-se a produção de conhecimento sobre diferentes processos de trabalho e de exclusão, tendo como horizonte a transformação positiva dessas realidades. Procura-se trabalhar com o desenvolvimento de metodologias de pesquisa que articulem a experiência dos trabalhadores e daqueles que se encontram em situação de exclusão com os conceitos dos pesquisadores. Os projetos em desenvolvimento no grupo, tem suscitado parcerias com diferentes instituições e entidades, nacionais e internacionais, que muito tem contribuído tanto na produção de dados quanto na intervenção sobre as realidades abrangidas.

Linhas de pesquisa:
A Organização do trabalho na EMLUR: Analise do programa de coleta seletiva de resíduos sólidos urbanos domiciliares em JP-PB

Coordenador(a): Sarita Brazão Vieira

Contatos:
E-mail: sarita@terra.com.br
Site: http://dgp.cnpq.br/buscaoperacional/detalhegrupo.jsp?grupo=0083406JDBJ4YI

topo

O Trabalho no Setor de Turismo na Paraíba

Coordenadores: Anísio José da Silva Araújo e Paulo César Zambroni de Souza

Contatos:
E-mail: anisiojsa@uol.com.br – paulozamsouza@yahoo.com.br
Site: http://dgp.cnpq.br/buscaoperacional/detalhegrupo.jsp?grupo=0083707BW1RTPU

topo

Grupo de Pesquisa em Psicologia e Saúde – GRUPSIS

O Grupo de Pesquisa em Psicologia e Saúde (GRUPSIS) tem a proposta de efetivar pesquisas na área da Psicologia com interface na Saúde articulando temáticas de interesse social amplo como a Dependência de Drogas, a Saúde Mental, o tratamento e a prevenção na área da saúde.

Projetos de Pesquisa
Estudo sobre o uso do álcool e a sua representação social na população indígena potiguara no estado da Paraíba: um estudo com profissionais da área de saúde (PIBIC: 2009-2010)

Estudo sobre o uso do álcool e a sua representação social na população indígena potiguara no estado da Paraíba (PIVIC: 2009-2010)

Depressão e qualidade de vida: um estudo com familiares de dependentes químicos (PIVIC: 2010-2011)

Motivação para o tratamento, depressão e qualidade de vida: um estudo com dependentes químicos (PIBIC: 2010-2011)

Coordenador (a): Silvana Carneiro Maciel

Contatos:
Telefone: 83 3216-7337 (Departamento de Psicologia)

topo

Núcleo de Estudos das relações entre Cognição, Cultura e Educação – NECCOE

Os objetivos deste núcleo é aprofundar, analisar e construir conhecimentos que envolvam as relações entre cultura, cognição e educação e a repercussão destas em ambientes de aprendizagem. Além de intervir, baseados em tais relações, em contextos que se proponham a promover aprendizagens. Tais estudos e ações têm como meta construir instrumentos de ação que levem a otimização e ampliação de ações e capacidades dos participantes. A unidade de análise, portanto, é a aprendizagem e suas diferentes dimensões e o eixo analítico cognitivista e sócio cultural. Entre os envolvidos nos estudos e ações deste núcleo estão os alunos e as alunas da graduação em Psicologia, docentes, educadores e especialistas de instituições educacionais públicas e privadas e, futuramente, alunos de pós graduação.

Coordenador(a): Mônica F. B. Correia

Contatos:
Email: moncorreia@uol.com.br

Núcleo de Pesquisa Bases Normativas do Comportamento Social

O núcleo de pesquisa BASES NORMATIVAS DO COMPORTAMENTO SOCIAL, coordenado pelo Professor Valdiney Veloso Gouveia, há mais de dez anos vem realizando pesquisas referentes à temática dos valores humanos. Fruto de tais estudos, este professor e seus colaboradores desenvolveram a Teoria Funcionalista dos Valores Humanos. Esta teoria tem sido empregada para explicar atitudes e comportamentos pró-sociais (e.g., altruísmo, gratidão, conservação de água) e anti-sociais (e.g., preconceito, uso de drogas, agressão). Atualmente, esta teoria conta com dados de cerca de 50.000 participantes, fruto de estudos realizados no Brasil e em diversos países (e.g., Alemanha, Argentina, Colômbia, Espanha, Hong Kong, Inglaterra, Israel, México, Nova Zelândia, Portugal). Além desta temática principal, este grupo tem se dedicado à avaliação e medida psicológica, elaborando e/ou adaptando instrumentos (escalas, inventários, testes) para avaliar construtos como atitudes e traços de personalidade.

Coordenador: Valdiney Veloso Gouveia

Contatos:

Email: vvgouveia@gmail.com

Site: vvgouveia.net

topo

A saúde mental e a pratica entre vários

Trata-se de pesquisadores e colaboradores que desenvolvem trabalhos articulando as contribuições da psicanálise ao campo da saúde mental no ensino, na pesquisa e na extensão. O campo de atuação são os serviços substitutivos: CAPS, CAPSad, Hospitais  Gerais, ambulatórios, CAPS, Residência Terapêutica e demais serviços da rede pública de Saúde Mental. O Grupo de Pesquisa em Saúde Mental tem como propósito investigar temas tanto no campo da saúde mental como no do crack, álcool e outras drogas. Funciona articulado a linhas de pesquisa. Linha de Pesquisa: Núcleo de Ensino e Pesquisa de Psicanálise Aplicada à Saúde Mental. Linha de Pesquisa: PET SAÚDE MENTAL – CRACK, ÁLCOOL E OUTRAS DROGAS;  Na linha de pesquisa PET Saúde Mental – crack, álcool e outras drogas, este grupo tem desenvolvido tanto pesquisas como trabalhos de extensão na interdisciplinaridade: Psicanálise, psicologia, Serviço Social, Terapia Ocupacional, enfermagem, medicina, Educação Física, odontologia, fisioterapia, etc.

Coordenador(a): Zaeth Aguiar do Nascimento
Contatos:
E-mail: zaethanascimento@gmail.com

Site: dgp.cnpq.br/diretorioc/fontes/detalhegrupo.jsp?grupo=0083406MW7HOYA

topo

Laboratório de Ciências Cognitivas e Percepção – LACOP

O LACOP tem enfocado no estudo dos processos emocionais e cognitivos e suas alterações em transtornos mentais como a esquizofrenia, o transtorno de ansiedade social e a depressão. Também temos buscado avaliar o papel preditivo de variáveis biológicas (como os fatores vasculares), psicológicas (ansiedade e depressão) e cognitivas (queixas de memória) sobre a evolução das demências e transtornos neurodegenerativos. O entendimento dessas alterações pode contribuir para o diagnóstico precoce e a elaboração de estratégias de intervenção mais eficientes nos transtornos mentais e distúrbios crônico-degenerativos.

Coordenador: Nelson Torro Alves

Contatos
Email: nelsontorro@yahoo.com.br
Site: dgp.cnpq.br/buscaoperacional/detalhegrupo.jsp?grupo=00837071BMW3D7

topo

Laboratório de Avaliação e Intervenção em Clinica-Forense – LAICF

O Laboratório de Avaliação e Intervenção em Clinica-Forense – LAICF surgiu da iniciativa da Profa. Dra. Carmen Gaudêncio em dividir os seus conhecimentos em Psicologia Clínica e Psicologia Forense com alunos e profissionais, trazendo para o Brasil as experiências enriquecedoras vivenciadas no contexto espanhol. Assim, o laboratório foi criado em 2012 com o objetivo de aprofundar os conhecimentos nas áreas da psicologia jurídica, da psicologia clínica e da avaliação psicológica, esta última através da elaboração e validação de instrumentos psicológicos, bem como realização de pericias nos âmbitos civil e criminal.

A partir das atividades desenvolvidas espera-se ainda proporcionar aos discentes, integrantes do grupo, a possibilidade de se formarem profissionais altamente qualificados para atuar nos contextos clínicos e jurídicos, bem como nos contextos profissionais em que a avaliação psicológica se faz necessária, com ênfase na avaliação clínica e forense.
Coordenador(a): Carmen Gaudêncio

Contatos
Site: www.cchla.ufpb.br/laicf/
Email: camorimg@gmail.com

topo

Laboratório de Pesquisa em Comportamento e Cognição – LAPECC

Nossa proposta é direcionar as pesquisas para avaliação, validação de instrumentos, levantamento de dados epidemiológicos, mapeamentos de características relacionadas a grupos clínicos e não clínicos com a utilização de modelos cognitivos e comportamentais e utilização de métodos e instrumentos no campo da pesquisa básica e aplicada. Tais aspectos refletem o direcionamento do grupo na geração de novos conhecimentos científicos integrando metodologias e conceitos da psicoterapia e Neurociências.

Coordenador(a): Melyssa K . Cavalcanti Galdino e Nilse Chiapetti

Contatos
Site: plsql1.cnpq.br/buscaoperacional/detalhegrupo.jsp?grupo=00837077EO09HQ
Tel: (83)87673151
Email: melyssa_cavalcanti@hotmail.com

topo

Núcleo de Estudos e Pesquisas em Avaliação Psicológica – NEPAP

O presente núcleo foi formalizado oficialmente em 2013, e atualmente desenvolve o projeto GEAMA, que realiza estudos e pesquisas com os instrumentos utilizados no manuseio de arma de fogo, bem como discussão de casos vinculados aos métodos projetivos. O solo teórico nos quais transitam estes estudos situa-se na psicologia clínica projetiva. O NEPAP, por sua vez, realiza ainda pesquisas com as representações sociais, buscando um olhar multidimensional da conduta humana, utilizando as técnicas de associação livre de palavras (TALP) e a entrevista semiestruturada.

Contatos
Email: ctoledosantana@yahoo.com.br

topo