NOTA DE REPÚDIO Contra Violência, Injúria, Calúnia e Desacato Praticados pela “IN”SEGURANÇA DA UFPB

O Fórum de Mulheres em Luta da UFPB vem denunciar e repudiar a violência sofrida pela Diretora de Centro de Ciências Humanas, Letra e Artes, Profª Draª Mônica Nóbrega, na manhã do dia 08 de novembro de 2017, na Praça da Alegria, Campus I. O agressor é o chefe da segurança da UFPB, Joesel Gomes da Silva que através de agressões verbais insultou e desrespeitou publicamente a professora.
A violência cotidiana praticada por este senhor é conhecida na instituição, o que é incoerente para o cargo que ocupa. O desacato e a violência cometida contra a Professora Mônica Nóbrega atinge a todas as mulheres que trabalham, estudam e convivem na UFPB.
É lamentável que tal violência sofrida pela professora se perpetue nas dependências da UFPB, mesmo depois que mais de 200 mulheres (estudantes, técnicas e professoras) denunciaram este tipo de opressão no Seminário Mulheres e Universidade, ocorrido em abril do corrente ano e que culminou em um Relatório entregue a atual gestão, na audiência pública do dia 26 de abril de 2017, no auditório da reitoria.
Um dos principais registros do grupo de trabalho sobre Violência na UFPB foi exatamente as violências cometidas pela equipe da segurança contra as mulheres que transitam pelos CAMPI da universidade.
Nós, mulheres que trabalhamos, estudamos e convivemos na UFPB não admitidos nenhum ato de violência e em especial contra as mulheres. Solicitamos que a atual gestão afaste imediatamente o senhor Joesel Gomes da Silva de suas funções e que este caso de agressão seja averiguado o quanto antes. A professora Mônica Nóbrega foi mais uma vítima da violência e truculência deste senhor.
Até quando iremos admitir tamanha omissão da comunidade acadêmica e da atual gestão sobre o modelo de “IN”SEGURANÇA que temos nesta instituição?
As mulheres da UFPB estão atentas, unidas e organizadas!
Nenhuma a menos!

FÓRUM DE MULHERES EM LUTA DA UFPB