CICLO DE FILMES SOBRE CINEMA FRANCÓFONO DEBATE “CRÔNICA DE UM VERÃO” DE JEAN ROUCH E EDGAR MORIN

CICLO DE FILMES SOBRE CINEMA FRANCÓFONO DEBATE CRÔNICA DE UM VERÃO” DE JEAN ROUCH E EDGAR MORIN

 Evento encerra atividades do primeiro semestre com sessão-debate e ciclo de leitura; as atividades são gratuitas e abertas para o público em geral.

Em sua quarta sessão, o projeto de extensão “Cinema francófono: estética, poder e relações interculturais”, apresenta o filme “Crônica de um verão” (Chronique d’un été / França, 1961) dirigido pelo cineasta e etnólogo Jean Rouch e pelo sociólogo Edgar Morin. A exibição acontece no dia 5 de junho (terca-feira) às 16h, no Cine Aruanda (CCTA/UFPB). A sessão será seguida de debate com Bertrand Lira (cineasta paraibano e professor do departamento de Mídias Digitais e do Programa de Pós-Graduação em Comunicação-PPGC/UFPB) e João Martinho (professor da graduação e pós-graduação em Antropologia na UFPB e líder do grupo de pesquisa AVAEDOC – Antropologia Visual, Artes, Etnografias e Documentários), com mediação de Juliana Crelier (GETS/UFPB).

No verão parisiense de 1960, o cineasta e etnólogo Jean Rouch e o sociólogo Edgar Morin interrogaram transeuntes, estudantes, operários e alguns casais sobre as motivações de suas vidas, registrando dúvidas, emoções e opiniões sobre política e racismo. Edgar Morin cunhou o termo “Cinema Verdade” pouco antes da produção deste filme.

Iniciado no dia 07 de maio e tendo como foco temático o cinquentenário do Maio de 68, o projeto que já realizou ao todo três sessões, vem propiciando riquíssimas discussões  tanto a partir dos debates após as exibições dos filmes onde contribuíram cineastas, professores e pesquisadores, como nas discussões promovidas pelo grupo de leitura que, acontecendo conjuntamente às sessões, incrementam a partir de discussões teóricas as obras fílmicas pensando não apenas aproximações com estes mas sobretudo contextualizando com eventos atuais vistos sobre a ótica da estética, do poder e da interculturalidade.

Ciclo de leituras – Devido as mobilizações grevistas ocorridas nesta semana, a sessão de leitura que aconteceria no dia 29 de maio foi remarcada e ocorrerá para o dia 6 de junho (quarta-feira), às 16h na sala de multimídia do bloco C do CCHLA. O encontro será facilitado pelos pesquisadores André Dib e Juliana Crelier que refletirão sobre cinema e antropologia e suas interfaces entre o ficcional e o documental. Para ter acesso aos textos que subsidiarão a sessão, basta entrar em contato com o email: gets.dcsufpb@gmail.com.

Realizado pelo Grupo de Estudos em Estética, Técnica e Sociedade (DCS/UFPB) e o Departamento de Mediações Interculturais da UFPB, o Projeto de Extensão “Estética, poder e relações interculturais no cinema francófono” é realizado em parceria com a Assessoria para Assuntos Internacionais, Idioma sem Fronteiras, Associação Brasileira dos Críticos de Cinema, Cinemateca da França/Embaixada da França / InstitutFrançais e Alliance Française.

Para receber certificação, lembramos que ainda seguem abertas as inscrições das duas atividades do projeto tanto para membros internos quanto externos à UFPB e podem ser feitas pelo SIGAA a partir do endereço (https://sigaa.ufpb.br/sigaa/public/extensao/paginaListaPeriodosInscricoesAtividadesPublico.jsf). O link também dá acesso a informações sobre as programações das duas atividades.

Serviço

Cinema francófono: estética, poder e relações interculturais

Quando:05 de maio (terça-feira), às 16h.
Onde:Cine Aruanda (UFPB)
Informações:gets.dcsufpb@gmail.com
Entrada franca

Redes Sociais:

Página do Ciclo de Filmes: https://www.facebook.com/events/1691607617622496/?notif_t=plan_user_invited&notif_id=1527810309462117

Página da Sessão de Leituras:

https://www.facebook.com/events/1424333791046045/?notif_t=plan_user_invited&notif_id=1527808194869370   

SESSÃO  5 DE JUNHO, 16h

Título:  Chronique d’un été / Crônica de um verão
França, 1961, 90′, pb, 35mm

Direção: Jean Rouch e Edgar Morin

Sinopse: No verão parisiense de 1960, o cineasta e etnólogo Jean Rouch e o sociólogo Edgar Morin interrogam transeuntes, estudantes, operários e alguns casais sobre as motivações de suas vidas, registrando dúvidas, emoções e opiniões sobre política e racismo. Edgar Morin cunhou o termo “Cinema Verdade” pouco antes da produção deste filme.

 Debatedores: Bertrand Lira (Cineasta e professor do Departamento de Mídias Digitais e do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da UFPB)

João Martinho de Mendonça (Professor e pesquisador do Programa de Pós-Graduação em Antropologia da UFPB)

Mediadora: Juliana Crelier (GETS/UFPB)