Projeto de Pesquisa


REDES ALIMENTARES ALTERNATIVAS, AGRICULTURA FAMILIAR E ECONOMIA SOLIDÁRIA: Possibilidades e limites das feiras de alimentos orgânicos no Recife-PE

Prof. Gustavo Lima

O presente projeto de pesquisa objetiva analisar a experiência das feiras de alimentos orgânicos empreendidas por agricultores familiares na cidade do Recife examinando os resultados alcançados até o momento e os desafios remanescentes à sua sustentabilidade e expansão. As décadas recentes têm presenciado o surgimento e organização de redes alimentares alternativas – RAA, das quais uma das variantes são as feiras de produtores de alimentos orgânicos, em diversos níveis de ocorrência locais, nacionais e internacionais.

Essas redes se caracterizam pela aproximação e cooperação entre produtores e consumidores, pela valorização de um paradigma de produção agroecológica e do consumo de alimentos dele resultante e pelo estímulo à formação de mercados locais vinculados a uma identidade territorial. No caso brasileiro, a multiplicação dessas experiências está frequentemente, embora não exclusivamente, associada à agricultura familiar, produtora de alimentos e, em grande medida, excluída da modernização agrícola decorrente da Revolução Verde e à iniciativas associadas à Economia Solidária.

A pesquisa resgata contribuições teóricas referentes à agricultura familiar, à agroecologia e à economia solidária e estabelece o diálogo entre essas formulações com outras advindas da Ecologia Política, da Justiça Ambiental e da Teoria da Complexidade. Metodologicamente se orienta por uma abordagem qualitativa com uso complementar de dados quantitativos e conjuga procedimentos como a revisão bibliográfica, a pesquisa documental de dados secundários, a observação sistemática e a aplicação de entrevistas semiestruturadas e de questionários com atores sociais envolvidos com o tema como: os produtores-feirantes, os consumidores urbanos, especialistas técnicos, gestores públicos e membros de organizações não-governamentais. Os dados reunidos serão sistematizados, analisados e interpretados com o auxílio da análise de conteúdo categorial-temática que permitirá a articulação final dos dados teóricos e empíricos na resposta aos objetivos formulados.