Você está aqui: Página Inicial > Contents > Notícias > Defesa de Dissertação - Hévilla Wanderley Fernandes
conteúdo

Notícias

Defesa de Dissertação - Hévilla Wanderley Fernandes

publicado: 12/05/2020 20h51, última modificação: 12/05/2020 20h51

O PPGCPRI convida a todos para a defesa de dissertação:

DISCENTE: HÉVILLA WANDERLEY FERNANDES
DATA: 20/05/2020
HORA: 14:00
LOCAL: Sala virtual Jitsi: https://meet.jit.si/DEFESAHEVILLAWANDERLEY
TÍTULO: NÃO É APENAS UM JOGO: A QUESTÃO NORDESTINA NO FUTEBOL
PALAVRAS-CHAVES: Questão Meridional; Questão Nordestina; Hegemonia, Subalternidade; Futebol.
PÁGINAS: 176
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Ciência Política
SUBÁREA: Teoria Política
RESUMO: A observação das desigualdades regionais do Brasil é o ponto de partida deste trabalho. É a partir de um arcabouço teórico gramsciano, que se propõe compreender a realidade brasileira e os contornos que produziram o que se chamará nesta pesquisa de subalternidade nordestina, em contraposição à hegemonia do Centro-Sul. O objetivo é expor uma questão histórica, política, econômica, social e cultural ligada diretamente ao desenvolvimento do capitalismo no Brasil e da revolução burguesa brasileira, nesse caso, a “questão nordestina”. Portanto, serão apresentadas categorias e conceitos do pensador marxista italiano, Antonio Gramsci, como Estado integral, revolução passiva, intelectuais e, principalmente, hegemonia, subalternidade e questão meridional. Buscaremos “traduzir” esta última para a realidade da Região Nordeste, para se perceber o estabelecimento da luta de classes nesse espaço internas aos processos de produção de subalternidade. O trabalho pretende destacar que a questão nordestina, enquanto objeto desta pesquisa, não é um problema estático. Sendo assim, trata-se de um fenômeno que começa no início do século XX e se propaga até os dias atuais, mas não de forma igual. A questão nordestina se materializa nos mais diversos âmbitos – político, econômico e cultural, entre outros –, mas este estudo pretende se debruçar sobre o seu impacto no futebol por se tratar de um esporte de massas e uma expressão da cultura nacional. Em vista disso, além de traçar uma história do Nordeste e dos Nordestes, assim como dos nordestinos, enquanto grupo social subalterno, também será traçada a trajetória do esporte mais popular do país e como ele está permeado pela questão nordestina.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - Luciana Aparecida Aliaga Ázara de Oliveira (PPGCPRI/UFPB)
Interno - José Henrique Artigas de Godoy (PPGCPRI/UFPB)
Externo ao Programa - Tiago Bernardon de Oliveira (PPGH/UFPB)