Histórico do Programa

Em 2005, um grupo de professores com formação em Linguística, vinculados à área de concentração Linguística e Língua Portuguesa do Programa de Pós-Graduação em Letras (PPGL) da UFPB, propõe a criação de um Programa de Pós-Graduação voltado especificamente para a área de Linguística, como resultado de discussões e aspirações dos professores que visavam a uma Pós-Graduação com um perfil delineado em função da ascensão que a Linguística tem tido nas últimas décadas no Brasil.

Em 28 de abril de 2005, por meio da Resolução n° 04/2005, o CONSUNI autorizou a criação do Programa de Pós-Graduação em Linguística (PROLING), tendo sido criado efetivamente por meio das Resoluções n° 15 e n° 16 do CONSEPE/UFPB, em 24 de maio de 2005. O PROLING iniciou suas atividades acadêmicas em 2006.1, com duas áreas de Concentração: Teoria e Análise Linguística e Linguística e Ensino, com as seguintes linhas de pesquisa: Diversidade Linguística e Variação; Linguagem, Sentido e Cognição; Aquisição da Linguagem; Ensino e Aprendizagem de Línguas; Práticas Institucionais e não Institucionais de Leitura e Escrita; e Oralidade e Escritura.   Em 2008, a Resolução n° 61 do CONSEPE/ UFPB, de  04 de novembro de 2008 , revoga a Resolução n° 16/95 do CONSEPE e aprova a reestruturação das duas áreas de concentração, que passaram a ser denominadas: Teoria e Análise Linguística, com as linhas de pesquisa:  Diversidade Linguística e Variação; Linguagem, Sentido e Cognição; Aquisição da Linguagem e Processamento Linguístico;  e  Linguística e Práticas Sociais, com as linhas de pesquisa: Linguística Aplicada; Discurso e Sociedade; Oral/Escrito: práticas institucionais e não-institucionais.

O PROLING, conforme resultado da avaliação promovida pela CAPES em 2007, relativa ao triênio 2004/2006, obteve seu reconhecimento, pelo MEC/CNE, com conceito 4,  por meio da Portaria/MEC nº 524, publicada no Diário Oficial da União, em 30 de abril de 2008. Em 2012, a Portaria N°1.077, de 31 de agosto de 2012, ratifica o reconhecimento do PROLING, decorrente da avaliação no triênio 2007-2009, com conceito 4. Na avaliação do triênio 2010-2012, o PROLING teve o seu reconhecimento homologado pela CAPES,  com nota 5.

A proposta balizadora do grupo tem sido, desde o início, atuar na diversidade teórica característica da Linguística, construir identidade própria, com metas bem definidas, ou seja, uma visão de futuro que implique na formação de linguistas capazes de destacarem-se no cenário científico nacional. O PROLING volta-se para a tríade ensino, pesquisa e extensão, meta que tem sido perseguida em nível de graduação e de pós-graduação, como demonstram as atividades em que estão engajados os docentes do Programa.

O Programa de Pós-Graduação em Linguística da UFPB tem como finalidade formar profissionais qualificados para o exercício de atividades de ensino, pesquisa e extensão na área de Linguística nos níveis de Mestrado e Doutorado. Sendo assim, objetiva formar mestres e doutores linguistas especialistas em uma das áreas de concentração, com uma base de conhecimentos linguísticos de excelência que os qualifique para atuar: na educação, com pesquisa,  extensão e o exercício em sala de aula em todos os níveis (do ensino básico ao superior); e em outros campos de atuação do linguista.

O Mestrado instrumentaliza seus alunos em uma das linhas de pesquisa do Programa, objetivando habilitá-los para a realização da pesquisa científica. Em se tratando de Doutorado, o Programa oferece oportunidade para aprofundamento do conhecimento acadêmico e para a realização de pesquisa independente, avançada e original, voltada para as tendências teóricas atuais das diversas áreas da Linguística.