Inscreva-se neste Simpósio

Antes de se inscrever, leia as orientações AQUI


Tradução intersemiótica
Intersemiotic translation

Genilda Azerêdo
UFPB
genildaazeredo@yahoo.com.br
http://lattes.cnpq.br/2336287299613364

 Cícera Antoniele Cajazeiras da Silva
UFERSA
ciceraantonielle@gmail.com
http://lattes.cnpq.br/0828198813611006

Idiomas de trabalho | Work languages:  Português, English

Resumo: A tradução intersemiótica, também denominada tradução interartes, consiste na transposição de um sistema de signos para outro. Trata-se de um movimento e processo que paradoxalmente faz equivaler significados através de um sistema sígnico diferente. Ou seja, a tradução intersemiótica reconhece a especificidade das várias linguagens semióticas (pintura, literatura, teatro, fotografia, cinema, opera, televisão) e ao mesmo tempo acolhe o intercâmbio entre as mesmas em um processo de transcodificação criativa. A definição de adaptação proposta por Linda Hutcheon também se alinha com esta perspectiva: ato de apropriação de sentidos através de um processo de recriação interpretativa. No cerne do processo de tradução intersemiótica ou adaptação reside a possibilidade de investigação de diversas questões, dentre as quais, o presente eixo temático propõe abordar: tradução/adaptação como intersemiose e intertextualidade; adaptação e intermidialidade; potencialidades de reinterpretação entre artes; poéticas e políticas da tradução/adaptação; tradução/adaptação e seu papel na educação; tradução/adaptação e cânone; tradução/adaptação e diferentes públicos: comercialização e recepção/consumo; tradução/adaptação e prestígio/valor cultural. Partindo-se da premissa de que a tradução e a adaptação constituem atos de leitura, resultantes de um processo interpretativo, interessa-nos investigar como se dá a intersecção entre as diferentes textualidades e suas adaptações, de modo a que possamos discutir aspectos do texto-fonte que são ressaltados e excluídos; aspectos que são deslocados, acrescidos, parodiados, bem como os efeitos de significado que tais transformações e recriações produzem.

Palavras-chave: Tradução intersemiótica, Adaptação, Intermidialidade

Abstract: Intersemiotic translation, also known as interarts translations, consists in the transposition of a sign system into another one. One may conceive it as a movement and process that paradoxically produces equivalent meanings through a different sign system. In this way, intersemiotic translation recognizes the specificities of different semiotic languages (painting, literature, theater, photography, cinema, opera, Television) and at the same time welcomes the interchange among them in a process of creative transcodification. Linda Hutcheon’s definition of adaptation also aligns with such a perspective: appropriation of meanings through a process of creative interpretation. The process of intersemiotic translation or adaptation allows the investigation of various issues, among which this thematic proposal intends to approach and discuss: translation/adaptation as intersemiosis and intertextuality; adaptation and intermediality; potentials of reinterpretation among arts; poetics and politics of adaptation/translation; translation/adaptation and its role in education; translation/adaptation and the canon; translation/adaptation and different publics: industry/reception; translation/adaptation and cultural value or prestige. Considering the fact that translation and adaptation constitute acts of reading resulting from interpretive processes and different semiotic systems, we aim at investigating the forms and effects of intersecting among different textualities and their adaptations so as to discuss aspects of the source text which are emphasized or excluded; aspects which are displaced, added or parodied as well as the effects of meanings deriving from such transformations and recreations.

Keywords: Intersemiotic translation, Adaptation, Intermediality


Inscreva-se neste Simpósio

Antes de se inscrever, leia as orientações AQUI